Pacientes com sintomas como palpitações, taquicardia, tontura, dor torácica e até mesmo síncope são muito comuns em emergências.  Contudo, quando se trata de um paciente jovem sem históricos familiares de síndrome do pânico ou outros fatores de risco para doença cardíaca. Mas é comum uma dúvida sempre pairar no ar. Será mesmo uma crise de síndrome de pânico? Não poderia ser uma fibrilação auricular paroxística que não foi documentada em registro eletrocardiográfico?

Como eliminar essa hipótese e ao mesmo tempo tranquilizar um paciente com síndrome do pânico?

Como, já que ele sofre com a sensação de morte eminente? Existem também os casos de pacientes mais idosos, com doenças pré-existentes importantes para a faixa etária, como por exemplo hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo II, dislipidemia e obesidade. Dois tipos de pacientes (jovens e idosos) com quadros clínicos distintos. Dois casos distintos onde sempre deve ser considerada a possibilidade de uma doença cardíaca. Nesse momento realizamos uma série de exames para descartar essa hipótese. É comum que depois de realizar o ECG convencional, o ECG em esforço, o monitor HOLTER e o Ecocardiograma não seja detectada nenhuma patologia e mesmo assim os sintomas não desaparecem. Como proceder nesses casos? Podemos descartar uma disritmia oculta? Como distinguir a Síndrome do Pânico do problema cardíaco? Existem algumas disritmias como por exemplo a fibrilação atrial, que nos seus estágios iniciais, podem assumir uma forma silenciosa ou mesmo a forma paroxística, ou seja, se manifestam por episódios raros, isolados e autolimitados. Seus registros eletrocardiográficos são complexos e de difícil diagnóstico definitivo mesmo com o auxílio de um Holter. Nesses casos, um monitoramento em looper ao longo de vários dias pode permitir a identificação dos eventos e a realização de um diagnóstico precoce. Com esse recurso é possível registrar, diariamente, e ao longo de vários dias o ritmo cardíaco do paciente.

Mas como é o monitoramento como o Weblooper?

O monitoramento com o Weblooper é bem simples. São fixados três eletrodos no tórax do paciente que irão registrar e gravar todos os níveis de batimentos cardíacos. Depois o próprio Weblooper, por um sistema de monitoramento online, enviará todos os dados para o médico cardiologista.   No momento que o paciente percebe estar tendo algum sintoma de cardiopatia ele mesmo aciona um botão. Nesse exato momento, começa o registro do seu ritmo cardíaco. O Weblooper registra a partir do início dos sintomas, o que permite verificar se nesse momento ocorreu alguma disritmia. Se as disritmias que conferem um risco de morte forem detectadas e diagnosticadas em estágios mais precoces, será permitido uma intervenção terapêutica ágil e eficaz. Quando for preciso distinguir se o paciente tem um problema cardíaco ou síndrome do pânico, Weblooper será um excelente aliado. Através de uma monitoração continua e em tempo real das crises, é possível afirmar com certeza a patologia do paciente e encaminhá-lo ao tratamento adequado. Você ficou com alguma dúvida sobre a eficiência do Weblooper da Cardio Web no diagnóstico de crises de Síndrome do Pânico?

Gostaria de fazer o teste gratuito do Web Looper em sua clínica? Solicite aqui!

Confira aqui, clínicas que já utilizam o Web Looper.

22 thoughts on “Como distinguir o problema cardíaco da Síndrome do Pânico.

    • Rodrigo Padovez says:

      Prezada Senhora Gisele,

      Agradecemos a interação da senhora e esperamos o que a leitura desse post tenha sido útil e ajudado a esclarecer alguns pontos importantes sobre a síndrome do pânico. Para realizar este exame é importante consultar um cardiologista para o diagnóstico adequado, pois somente um médico saberá definir a necessidade da realização deste exame. Aproveitamos a oportunidade de informar que somos uma indústria de equipamentos médicos e que não realizamos exames.

      Atenciosamente,

    • Geralda Mendes says:

      Eu tenho 61 anos sofro muito com síndrome do pânico quando tenho crises coloco Rivotril debaixo da língua até passar

  1. Deolinda Camillo says:

    Eu Deolinda Camillo, tenho 69 anos, tenho estes sintomas a muitos anos. Já realizei todos exames, entre eles já fiz tbm cateterismo. Como os exames não diagnósticos problemas cardíacos, fui encaminhada ao pisiquiatra com síndrome do pânico.
    Tomo remédios: sertralina e alprazolam, mas mesmo assim eu continuo com os sintomas.
    Tenho dores no peito, arritmia, fibrilação, sensação de desmaio, tenho sensação de desmaio e sinto que as vezes vou desmaiar, as vezes tenho até vergonha de ir ao médico, porque as vezes vou no pronto socorro, passando mal, e as vezes o atendimento demora, e quando faço eletrocardiograma o medico diz que só continuar o tratamento com o pisiquiatra.
    É a última vez que consultei o posicionará ele tbm ficou em dúvida com meu diasguinostico.
    Por isso gostaria de receber mais ajuda, e ter certeza do meu diasguinostico. Atts- Deolinda Camillo. Lo

    • Rodrigo Padovez says:

      Senhora Deolinda, agradecemos muito a interação da senhora e esperamos o que a leitura desse post tenha sido útil e ajudado a esclarecer alguns pontos importantes sobre a síndrome do pânico. Para realizar este exame é importante consultar um cardiologista ou outra especialidade para o diagnóstico adequado, pois somente um médico saberá definir a necessidade da realização deste exame. Aproveitamos a oportunidade de informar que não realizamos exames, somente disponibilizampes informações. Atenciosamente. Equipe Diagnóstico Ideal.

  2. sidneia lima pires says:

    Oi eu tenho uma secacao orivil pares que vou morer e anoite quando estou dormindo tomo um susto e fico ofegante com falta de ar e sinto dor no peito direto as vez uma agunia sera o que e tem mais de 5 anos

    • Rodrigo Padovez says:

      Pessoal, agradecemos muito a interação de vocês e esperamos o que a leitura desse post tenha sido útil e ajudado a esclarecer alguns pontos importantes sobre a síndrome do pânico. Para realizar este exame é importante consultar um cardiologista ou outra especialidade para o diagnóstico adequado, pois somente um médico saberá definir a necessidade da realização deste exame. Aproveitamos a oportunidade de informar que não realizamos exames, somente disponibilizampes informações. Atenciosamente. Equipe Diagnóstico Ideal.

    • Rodrigo Padovez says:

      Pessoal, agradecemos muito a interação de vocês e esperamos o que a leitura desse post tenha sido útil e ajudado a esclarecer alguns pontos importantes sobre a síndrome do pânico. Para realizar este exame é importante consultar um cardiologista ou outra especialidade para o diagnóstico adequado, pois somente um médico saberá definir a necessidade da realização deste exame. Aproveitamos a oportunidade de informar que não realizamos exames, somente disponibilizampes informações. Atenciosamente. Equipe Diagnóstico Ideal.

      • Roberta da silva ribeiro says:

        Ola doutor Rodrigo , boa noite tenho tido muitos episódio de palpitações no coração,ja fiz todos tipo de exames do coração rolter eco esteira, mais tenho uma duvida fiz o rollter de 24 horas SÓ , mais nao deu nada de grave agora voce publicou falando sobre , voce falou sobre fribilacao atrial, ue fica escondidoa bos exames , e no exame estudo eletrofisiologico se tiver apareceria ,nao e doutor porque cheguei a fazer esse exame também mais nao deu nenhuma forma de arritmia meu nome e Roberta, gostaria muito de ver a sua opinião tenha uma boa noite e obrigado por nos esclarecer essas duvidas.

        • Rodrigo Padovez says:

          Senhora Roberta, agradecemos muito a interação da senhora e esperamos o que a leitura desse post tenha sido útil e ajudado a esclarecer alguns pontos importantes sobre a síndrome do pânico. Para realizar este exame é importante consultar um cardiologista ou outra especialidade para o diagnóstico adequado, pois somente um médico saberá definir a necessidade da realização deste exame. Aproveitamos a oportunidade de informar que não realizamos exames, somente disponibilizampes informações. Atenciosamente. Equipe Diagnóstico Ideal.

  3. Erenilda says:

    Dr. Eu sinto muita ansiedade, parece que o coração vai disparar. Minhas pernas ficam trêmula, já chegou até travar. Tomo o RECONTER e o frontal à seis meses. Mas já sinto isso à mais de sete anos. Só agora resolvi procurar o especialista. Tem dias q acho que não vou ficar boa. Sou uma criatura super ansiosa

  4. Cristina Gomes de castro says:

    Eu sofro desse problema às vezes do nada começa a sumir meu sangue do meu corpo aí da uma tremedeira e dor no peito parece que vai para e meus braços adormecer todo nao sei mais o que fazer já fis todos exames de coração como eletro holter mapa nao deu nada fazem alguma coisa por mim

  5. cristiane says:

    Boa noite sinto o coração acelerado e dormência do lado esquerdo apenas na parte da bochecha e as vezes o peito doloroso

    • Rodrigo Padovez says:

      Prezada Cristiane, obrigado pelo seu contato. Por favor procure seu cardiologista que é o método mais seguro e indicado para orientações-la. Equipe Diagnóstico Ideal.

  6. Juscineia says:

    Ola de,Eu tenho síndrome do pânico faco6 tratamento à 4 anos ,me sinto ansiosa tenho dor de cabeça e muitas vezes sinto falta de ar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *